7 de setembro de 2008

Alfabetização visual

Discutindo o surgimento da geração vídeo e importância da educação digital, surge uma dúvida: a educação formal teria algo a contribuir na preparação das novas gerações para uma comunicação cada vez mais visual e interativa?

Quem é pai ou convive com crianças e adolescentes hoje em dia sabe que essa geração utiliza os recursos de comunicação digital de uma forma totalmente diferente da nossa. Isso é totalmente natural, e não é muito diferente da relação que pessoas da minha geração (na casa dos 40 "baixos") criaram com o telefone, com a televisão e com o videocassete (na época, o ícone da "tecnologia que invadia as casas"). Cada geração abraça a tecnologia de sua época e a utiliza melhor do que as gerações anteriores.

Qual seria o papel da educação formal nesse momento? De fato, somos construídos para operar num mundo visual e interativo, o que nos torna mais ou menos preparados para operar num ambiente multimídia. Porém, daí para conseguir se expressar bem, vai uma grande distância, e é aí que a educação formal pode contribuir, direta e indiretamente. Nas palavras de Garr Reynolds, ex gerente mundial de relacionamento com usuários da Apple, isso é visível pela qualidade das apresentações feitas em Powerpoint:

"Obviously reading and writing, etc. are very important. No one is saying we need less of that. The problem is the visualization capabilities that are naturally within us never get fully developed in most of us. I wonder if this is part of the reason why most presenters fall into the old and excruciating bullet-point trap."

Desenvolver plenamente a habilidade de comunicação requer mais do que nossa capacidade inata. Existem técnicas efetivas e "melhores práticas". Também existem armadilhas conhecidas que devem ser evitadas. A escola pode ajudar diretamente (com aulas específicas), e também indiretamente, ao estimular o uso dos recursos audiovisuais dentro do ambiente pedagógico. Ao invés de uma redação sobre as férias, um filme de 5 minutos, colando fotos e narração. Ao invés de um cartaz para a feira de ciências, uma apresentação interativa no website. É a melhor forma de preparar essa nova geração para um mundo onde a capacidade de comunicação visual pode ser fundamental para o sucesso profissional.

Um comentário:

Diego Gomes disse...

Carlos.
Só vou perguntar uma coisa.
Porquê você não divulgou este blog também no mundo.it?

ótimo trabalho!